INOVAÇÃO – Inovação setorial na economia do Reino Unido

INOVAÇÃO – Inovação setorial na economia do Reino Unido

O gasto em Pesquisa e Desenvolvimento no Reino Unido foi menor que 2% do PIB em 2003, significativamente abaixo dos 3% da meta da União Europeia para 2010.
Um motivo para esse gap em inovação é que métricas tradicionais não refletem a natureza da inovação na economia de hoje. No âmbito internacional, indicadores têm tradicionalmente olhado para o gasto em pesquisa e desenvolvimento, ou pelo número de patentes e graduações científicas.
O documento Medindo a capacidade de inovação setorial em nove áreas  da economia do Reino Unido ressalta que a pesquisa é um fator importante para o crescimento da economia mas o design de produtos e serviços, novos modelos de negócios, e a habilidade de adaptar a pesquisa feita por outros contribui para o sucesso de inovação.
A compreensão sobre inovação mudou muito, incluindo mudanças de serviços, modos de trabalho e entrega, insight de consumidores, entre outras formas. Isso tem sido descrito pelo NESTA e outros órgãos como ‘hidden innovation’.
O termo se refere ao esforço de suprir esse gap por meio da análise de sistemas de inovação de seis setores que são vistos com baixo nível de inovação: produção de petróleo, construção, serviços, educação, etc.
O documento examina se esses setores estão verdadeiramente em falta com a inovação ou se medidas tradicionais de avaliação – como investimento em P&D – estão falhando na captura de dados sobre toda a inovação que ganha espaço
Confira o estudo Medindo a capacidade de inovação setorial em nove áreas da economia do Reino Unido na íntegra.

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?