Combate ao desmatamento

Combate ao desmatamento

Recente pesquisa, encomendada pela ONG Amigos da Terra ao Datafolha, revela que a população brasileira está realmente disposta a reduzir o desmatamento a fim de evitar os possíveis desastres naturais provenientes da prática. O levantamento A Visão da População Brasileira sobre Desmatamento, Código Florestal e Intenção de Voto ouviu 2.055 pessoas de todo o Brasil com 18 anos ou mais, entre os dias 2 e 14 de abril deste ano.
A pesquisa revelou que 94% dos entrevistados acreditam que é mais interessante para o país parar o desmatamento para evitar os custos de desastres ambientais como mudanças climáticas, desmoronamentos, alagamentos etc, contra 3% que prefere permitir mais desmatamento, para produzir produtos agrícolas. Os demais 2% apontam medidas alternativas como permitir a prática, mas acompanhada por reflorestamento, e controlada por fiscalização. Além disso, os entrevistados cobram leis de proteção ambiental mais rigorosas.
A falta de controle por parte das instituições de governo é apontada como a principal responsável pelo desmatamento por 60% dos entrevistados. Leis muito permissivas (12%), consumidores (9%) que escolhem apenas o produto mais barato, o financiamento dos bancos, que incentivam atividades que desmatam (8%), e as redes de varejo, que não se interessam pela origem dos produtos que comercializam (8%), acompanham a seqüência do ranking.
As medidas de preservação do meio ambiente influenciam até na intenção de voto dos entrevistados. De acordo com a pesquisa, 93% dos participantes pretendem colocar na Palácio do Planalto candidatos que dificultassem o desmatamento. Apenas 3% afirmou preferir candidatos que anistiassem o desmatamento anterior, e 2% escolheriam o que permitisse mais desmatamento.

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?