Adaptação às mudanças climáticas

Adaptação às mudanças climáticas

O CEBDS – Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável inicia dia 6 de maio, o Ciclo de Encontros Sustentáveis 2010, pelo Rio de Janeiro, com  o tema “Cidades e Mudanças Climáticas”, antecipando uma discussão fundamental na preparação do Rio para a Copa do Mundo e as Olimpíadas, segundo Marina Grossi, diretora do CEBDS e coordenadora do Encontro.
O evento, que vai debater as mudanças previstas em adaptação e mitigação nas grandes cidades brasileiras até 2016, contará com a presença de Bjorn Stigson, presidente do WBCS (World Business Council for Sustainable Development), e um dos destaques é o lançamento do Estudo “Vulnerabilidade das Mega-cidades Brasileiras às Mudanças Climáticas” de Sérgio Besserman Viana e Daniel Hogan.
Durante o Encontro será lançada também, a 1ª Jornada de Construção Sustentável – CEBDS que vai abordar a “Sustentabilidade: O Legado da Copa”. A Jornada tem como objetivo unir as principais entidades ligadas à construção sustentável, tais como CEBDS, por meio da sua Câmara Temática de Construção Sustentável, o ICLEI (sigla em inglês de Governos Locais pela Sustentabilidade) , o CBCS – Conselho Brasileiro de Construção Sustentável e o PNUMA – Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, para participar da agenda e debates sobre as obras que serão realizadas em infra estrutura urbana, nas cidades que vão receber os mega eventos nos anos de 2014 e 2016. O Rio assumiu uma responsabilidade muito grande ao se credenciar para promover as Olimpíadas de 2016, bem como a Copa de 2014.
Será discutida no evento a possibilidade de mobilizar os recursos públicos e privados para um modelo mais sustentável nas grandes cidades, explorando a oportunidade que mega eventos como estes carream em termos de novos recursos e projetos. Para esta discussão foi chamado o setor privado, representantes do governo, ONGs e os tomadores de decisão. A idéia é começar a trabalhar já, explica Marina Grossi .
É fundamental que todo o esforço, envolvendo os três níveis de governos, a iniciativa privada e a sociedade civil organizada, traga benefícios de longo prazo, dotando as cidades de infraestrutura nas mais diversas áreas como transporte, segurança, comunicação, organização, rede hoteleira, rede de saúde, etc. O êxito é possível e está em nossas mãos, diz Marina. O licenciamento ambiental e o controle dos gastos devem seguir critérios responsáveis, ágeis, transparentes e inteligentes. Além dos parâmetros legais, os preparativos precisam estar contidos nos princípios do desenvolvimento sustentável, aliando-se às medidas compensatórias para recuperar áreas ambientalmente degradadas e ampliar a inclusão social. Por isso, o CEBDS abre a discussão e se alia às entidades capacitadas para debater o assunto, para um trabalho conjunto que possa trazer reais benefícios para o Rio de Janeiro.
O Encontro “Cidades e Mudanças Climáticas” será realizado dia 6 de maio, das 9h às 16h, no Edifício RB1, na Avenida Rio Branco, no Rio. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.sustentavel.org.br.

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?