Revolução em energia limpa

Revolução em energia limpa

Há oito anos, a empresa californiana Bloom Energy trabalha em uma nova fonte de energia que foi apresentada recentemente a especialistas do setor e jornalistas. A empresa revelou finalmente o Bloom Box: um aparelho gerador que utiliza biocombustíveis ou gás para produzir eletricidade e, segundo seus criadores, permite gerar energia de forma limpa e econômica a partir de fonte própria, além de armazenar a parcela não consumida.
Os geradores  apresentados têm o tamanho de um carro pequeno e custam cerca de US$ 800 mil, investimento que a empresa diz poder ser recuperado entre três e cinco anos. A companhia afirma que em dez anos conseguirá fabricar geradores menores a um preço mais acessível (cerca de US$ 3 mil) para consumidores em geral. A grande vantagem será possuir uma fonte própria de energia e utilizar os serviços de companhias elétricas apenas em casos de emergência, apesar de ser necessário dispor de uma provisão de gás ou biocombustível.
Construídas com materiais baratos, as células combustíveis realizam um processo eletroquímico, convertendo oxigênio e combustível em energia elétrica, processo que libera um pouco de CO2, água e calor, os dois últimos reutilizados no ciclo.
Grandes empresas  como Coca-Cola e eBay já estão testando a novidade nos últimos meses, e o Google  possui um gerador de 400 quilowatts instalado em um de seus prédios desde julho de 2008. Mas ainda existem dúvidas entre especialistas, relacionadas, por exemplo a vida útil do aparelho e o possível efeito sobre o preço do gás natural ou dos biocombustíveis.
A ideia do projeto surgiu quando Dr. KR Sridhar, CEO e co-fundador da Bloom Energy,   integrava a equipe do programa espacial de Marte da Agência Espacial Americana. Tendo como objetivo usar energia solar e água para produzir ar respirável e combustível, a equipe logo percebeu o potencial da tecnologia a outras aplicações, criando, em 2001, a empresa para disponibilizá-la.
Entre os nomes importantes que compõe a diretoria da BloomEnergy estão Colin Powell, ex-Secretário de Estado americano, T.J. Rodgers, da SunPower, e Eddy Zervigon, diretor do Morgan Stanley.

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?