Pegada de água

Pegada de água

O Carbon Disclosure Project (CDP) anunciou hoje (19/11) o lançamento do CDP Water Disclosure, um novo programa para auxiliar investidores institucionais a entender os riscos e oportunidades associados à escassez de água e outras questões relacionadas ao tema. A organização independente sem fins lucrativos reúne a maior base de dados corporativos relacionados às mudanças climáticas e já conta com informações sobre emissões de gases de efeito estufa de cerca de 2.500 organizações das maiores economias do mundo.
O novo projeto irá prover um sistema de relato sobre o uso de água para as corporações, ferramenta essencial para investidores e negócios nos próximos anos, levando-se em conta os desafios associados à escassez do recurso – que deve gerar impacto direto para diversos setores, como o farmacêutico e o de mineração.
No relatório The case for water disclosure (O case para a transparência da água), a organização detalha a análise para o novo programa e revela dados coletados em um pequeno projeto piloto de 2008 realizado pelo CDP Supply Chain (que relaciona fornecedores das empresas signatárias da organização).
As conclusões do documento revelam dados interessantes: das 42 companhias de diversos setores que receberam o questionário, nenhuma da indústria de Alimentação e Bebida o respondeu; porém, um aspecto positivo foi o fato de 80% das companhias já possuírem informações sobre o uso direto que fazem da água.
Em 2010, o CDP Water Disclosure irá enviar um questionário do interesse de investidores institucionais para aproximadamente 300 das maiores corporações mundiais que utilizam água de forma intensiva – como as dos setores químico, de bebidas e alimentação – solicitando às companhias que mensurem e revelem informações sobre uso do recurso, os riscos e oportunidades em suas próprias operações e cadeias de suprimentos, além da gestão hídrica e planos de melhoria que visam promover.
Os resultados do questionário serão disponibilizados para investidores e resumidos em um relatório anual – que terá seu primeiro exemplar produzido no último trimestre de 2010.
As Nações Unidas estimam que, por volta de 2030, quase metade da população mundial viverá em áreas de estresse hídrico ou escassez de água. Atualmente, menos de 1% da água potável do planeta é de fácil acesso e a junção dos efeitos das mudanças climáticas, crescimento populacional, urbanização, demanda per capita, e danos de poluentes às fontes hídricas tornará a situação dessas reservas ainda mais crítica. Nesse contexto, a habilidade de operar em um mundo com menos recursos hídricos será fator determinante para a sobrevivência de qualquer empresa.

Confira a íntegra do relatório The case for water disclosure

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?