O que você pode fazer

O que você pode fazer

No processo de re-estruturação global da economia, apesar de boa parte das mudanças no estilo de vida serem indolores e saudáveis, precisaremos fazer sacrifícios. Para justificar sua posição, faz um paralelo com o período da Segunda Guerra Mundial, quando a convocação militar pediu a milhões de jovens que se arriscassem ao supremo sacrifício.
Quanto ao desafio atual, ele argumenta “não precisamos sacrificar vidas, porque estamos batalhando para salvar a civilização. Estamos apenas sendo chamados para agir politicamente e para mudar nossos hábitos.” Ele lembra ainda que nos primeiros períodos da Segunda Guerra Mundial, o Presidente Roosevelt, com freqüência, pediu aos americanos que ajustassem seus estilos de vida. Trazendo esse desafio para os dias atuais, questiona: “Quais itens podemos consumir menos como contribuição para salvar a humanidade?”
Confira a seguir, como você pode ajudar a implementar o Plano B:
Informe-se, leia a respeito dos problemas. Se quiser saber o que aconteceu às antigas civilizações que enfrentaram grandes problemas ambientais, leia Colapso, escrito por Jared Diamond, ou Uma Curta História do Progresso, de Ronald Wright, ou ainda O Colapso de Sociedades Complexas, de Joseph Tainter. Se você achou este livro útil para ajudá-lo a pensar sobre o que fazer, circule-o.. Ele poderá ser baixado da internet gratuitamente do website do Instituto: earthpolicy.org

Escolha
um assunto de interesse para você, tal como re-estruturação tributária, proibição de lâmpadas ineficientes, desativação de termoelétricas a carvão, ou a luta por sistemas viários adequados para pedestres e ciclistas em sua comunidade.Ou ainda una-se a um grupo que esteja trabalhando para a estabilização da população mundial. O que poderá ser mais excitante e gratificante do que se envolver pessoalmente no esforço de salvar a civilização?
Você pode preferir prosseguir por conta própria, mas poderá também organizar um grupo de pessoas com identidade de pensamento. Você poderá começar a conversar com as pessoas para escolher um tema ou temas que orientem  seus trabalhos.

Comunique-se
com os políticos em quem você votou, na câmara municipal ou nas assembleias legislativas. Ao lado dos temas que tenha selecionado como objetivo, existem dois de extrema importância: a re-estruturação tributária e as prioridades fiscais.

Escreva
ou mande e-mails para seus representantes acerca da necessidade de re-estruturar os tributos, reduzindo-os sobre a renda e aumentando os impostos ambientais. Relembre-o de que deixar impostos fora dos livros poderá parecer próspero no curto prazo, mas conduzirá ao colapso ao longo do tempo.
Diga ao seu representante político que um mundo que gasta mais de US$ 1 trilhão por ano está simplesmente fora de sincronismo com a realidade ao não responder às ameaças mais sérias ao nosso futuro. Pergunte a ele se US$ 187 bilhões por ano – o orçamento do Plano B – não será um gasto razoável para salvar a civilização. Pergunte-lhe se o desvio de um oitavo dos orçamentos militares para salvar a civilização seria demasiado caro. Relembre seu representante de como os Estados Unidos se mobilizaram durante a Segunda Guerra Mundial.
E acima de tudo, nunca subestime o que você pode fazer.
– Confira aqui o Plano B em prática.
– Qual é o seu Plano B? Clique aqui e descubra.
– Leia aqui mais textos sobre o Plano B 4.0 de Lester Brown.

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?