INOVAÇÃO – Inovação leve

INOVAÇÃO – Inovação leve

A política atual negligência a inovação de um tipo mais “leve”, de acordo com o documento Inovação leve Rumo a um cenário mais completo de mudança em inovação.
O documento define “inovação leve” como um conceito que reflete mudanças de uma natureza estética. Tais mudanças são consideradas significativas quando são economicamente importantes. O estudo mostra a importância que novos livros, filmes, jogos têm em mercados nos quais exibem uma notabilidade regular. Tais inovações também podem estar em uma nova linha de roupas, no novo design de um carro ou em uma nova campanha publicitária.
Há a preocupação com mudanças em bens e serviços que primeiramente impactam na percepção sensorial ou intelectual e estética  e possuem um apelo além da performance funcional. A inovação leve considera fundamentalmente a inovação em produtos e, com isso, a diferenciação do produto.
Dar ênfase a diferenciação permite que a inovação possa envolver diferenças do status quo e não apenas melhorias. A inovação leve e a tecnológica estão interligadas. Muitas melhorias em bens estéticos são resultado de novas tecnologias em produtos e processos – o  iPod e outros produtos para música, por exemplo, mudaram o modo como consumimos, e fizeram aumentar a demanda por downloads. Igualmente, a demanda por novos produtos pode ser resultado de inovações estéticas.
Confira o estudo Inovação leve na íntegra.

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?