Fazenda urbana

Fazenda urbana

Imagine um criador na Holanda que, em um futuro não muito distante, traslade sua fazenda para uma cidade de arranha-céus. Alguma coisa disso pode ser vista em uma mostra na cidade canadense de Toronto. Os animais são criados, sacrificados e processados em uma fazenda de 40 andares. Parte da comida para os porcos é cultivada no edifício ou seus arredores, ou são dejetos recolhidos de processadoras de alimentos. O esterco é transformado em fertilizante ou biogás para calefação e produção de eletricidade.
A “Cidade Suína” é o conceito mais provocador da Cidade das Cenouras, exibição de dois meses que vai até o próximo dia 30, dedicada à agricultura urbana, setor em rápido crescimento. Ainda não há uma empresa preparada para construir um edifício-chiqueiro. Mas, é bem possível que esse conceito se torne realidade.
As idéias apresentadas pelos promotores da agricultura urbana – quase 50% delas em exibição na “Cidade das Cenouras” – vão da tecnologia comum e simples à de última geração e em grande escala: parques, antigos depósitos, quintais residenciais, vastas áreas livres em torno de edifícios suburbanos de apartamentos e inclusive debaixo de viadutos. Outras propõem contêineres de fácil irrigação e oxigenação, sacolas gigantes cheias de terra para sítios temporários, galinheiros de baixa manutenção e pastagens verticais para pendurar na parede.
(Agência Envolverde)

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?