7º Congresso GIFE divulga detalhes da programação

7º Congresso GIFE divulga detalhes da programação

Conheça uma breve biografia dos palestrantes confirmados para o 7º Congresso GIFE (em ordem alfabética).

Adriana Ramos – Instituto Socioambiental

Secretária executiva adjunta do Instituto Socioambiental, estudou Comunicação Social e atua no campo das políticas socioambientais há 18 anos. Coordena o grupo de trabalho de florestas do Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento (FBOMS) e é secretária executiva do Fórum Amazônia Sustentável. Representa o FBOMS no Comitê Orientador do Fundo Amazônia e é membro do Conselho Diretor do IEB – Instituto Internacional de Educação do Brasil e do ICV – Instituto Centro Vida.

Alessandra França – Banco Pérola

Alessandra Gonçalves de França é graduada em Marketing, com MBA em Gestão de Pessoas e é estudante de MBA em Banking na Fundação Getúlio Vargas (FGV). Durante sete anos trabalhou no Projeto Pérola, OSCIP com 11 anos de trabalhos realizados com o jovem. Em 2009 fundou o Banco Pérola, OSCIP creditícia dirigida por jovens e para jovens de 18-35 anos, tem como missão contribuir para a erradicação da pobreza por meio de jovens empreendedores menos favorecidos. Seu principal produto é o Microcrédito Produtivo Orientado.

Ana Toni – Greenpeace Internacional e Fundação Carlos Chagas

Formada em Economia Social, com Mestrado em Relações Internacional. Atualmente é Diretora da Consultoria Gestão de Interesse Público. Foi Representante da Fundação Ford no Brasil de 2003 a 2011. Antes de ingressar na Fundação Ford, ela trabalhou para a ActionAid (na Grã Bretanha e Brasil), Greenpeace Internacional (na Holanda e Alemanha) e TV Globo (na Grã Bretanha). Desde março de 2011 assumiu Presidência do Conselho do Greenpeace Internacional e é também membro do Conselho do Fundo Baobá para Equidade Racial.

Andrés Thompson – Streetfootballworld

Tem se comprometido com a transformação e o desenvolvimento social nos últimos 35 anos, em diferentes papéis (militante, voluntário, consultor, pesquisador, gerente, conselheiro, coach, líder de equipes, diretor) e em diversas instituições e movimentos sociais. Nascido na Argentina, viveu também no Brasil, na Holanda, nos Estados Unidos e no Uruguai. Entre 1994 e 2010, foi oficial de programas para a América Latina e o Caribe, na programação da Fundação W.K. Kellogg, liderando a implementação das iniciativas no Brasil nos últimos 12 anos. Atualmente é o coordenador-geral da streetfootballworld no Brasil.

Angelo Fuchs – BNDES

Engenheiro, chefe do Departamento de Economia Solidária no BNDES. Tem pós-graduação em Propaganda e Marketing pela ESPM e em Desenvolvimento Econômico pelo IE – UFRJ, mestrado em Administração pela COPPEAD – UFRJ e doutorado pela CPDA-UFRRJ / IE – UFRJ. É membro dos Conselhos na Fundação Banco do Brasil, SEBRAE, Instituto Camargo Correa e Instituto Votorantim.

Barry Knight – CENTRIS

Barry Knight é cientista social e estatístico, reconhecido como avaliador na filantropia internacional. Ele realizou recentemente avaliações para a Fundação Ford, Charles Stewart Mott Foundation, Human Rights Watch, Atlantic Philanthropies, a Fundação Bertelsmann, WINGS e European Foundation Centre. Barry é o principal conselheiro do Memorial Webb Memorial Trust e co-presidente do Grupo de Trabalho sobre Filantropia Social de Justiça e Paz. Ele é o autor de 14 livros sobre vários aspectos da sociedade civil, desenvolvimento econômico e o setor sem fins lucrativos.

Beatriz Azeredo – TV Globo

Doutora em Economia pelo Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É Diretora de Responsabilidade Social e Relações Públicas da TV Globo e professora do Instituto de Economia da UFRJ. Foi Assessora Técnica na Assembleia Nacional Constituinte e no Congresso Nacional e Diretora de Políticas Sociais do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA) em 1995. Foi Superintendente e Diretora das Áreas de Desenvolvimento Social, Infraestrutura Urbana e Planejamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no período 1996/2002. Sua tese de Doutorado (1997) resultou no livro Políticas Públicas de Emprego – A Experiência Brasileira. É líder-parceira da Avina e Senior Fellow do Synergos.  Foi Diretora do Centro de Estudos de Políticas Públicas (CEPP), e também do Instituto Desiderata de 2003 a 2011.

Carlos Eduardo Lessa Brandão – IBCG

Conselheiro de administração do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa. É membro do Conselho de Stakeholders da Global Reporting Initiative, do Conselho Deliberativo do ISE – BM&F Bovespa e do Comitê de Governança do Instituto Ethos. Atuou por 18 anos como executivo em desenvolvimento de negócios e investimentos em participações nos grupos Andrade Gutierrez e Vale. Engenheiro civil, mestre em planejamento energético e doutor em história e filosofia da ciência pela UFRJ, com MBA executivo em finanças pelo IBMEC. É professor convidado do IBGC, FGV e da FIA, conselheiro de administração certificado pelo IBGC e administrador de recursos de terceiros autorizado pela CVM.

Claudia Bustamante – Nueva Región Cómo Vamos (Chile)

Claudia Bustamante é assistente Social pela Universidade Católica do Chile, economista pela Universidade Bolivariana e especialista em Economia do Trabalho e Solidariedade e Ecologia Social. Já assessorou diversos estudos: Medição da Pobreza no Chile, Mercado de Trabalho no Chile, Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, Desenvolvimento Local, Ordenamento Territorial Participativo, entre outros. Desde 2004 é diretora da Eco-Região Associação Agenda 21 Local, entidade da sociedade civil que implementa processos de planejamento sustentável pioneiros e da participação cidadã no sul do Chile. Neste contexto, tem levado vários programas e planejamento de projetos, tais como: Implementação do Processo de Agenda 21 (2004 – 2006); Litoral Terra Participativa (2006); Construção da Região Regional Base Line rios, para a instalação do Nueva Región de los Rios (2007 – 2008); Proporcionar múltiplos níveis de participação e parceria público-privada conjunta para estimular o desenvolvimento territorial integrado (desenvolvimento econômico local, ambiental e social – 2007); Estabelecer e facilitar a tabela “Empresa y Comunidad”, instância que trata de questões críticas que afetam a qualidade de vida das comunidades locais, resultante do impacto do setor florestal na região; Iniciativa Nueva Región Cómo Vamos (Região dos Rios), no Chile, primeira experiência em monitoramento e avaliação da governança cidadã, recebendo, em dezembro 2008 o Bicentenário das mãos do ex-Pres. da República Michell Bachelet, pelo caminho e inovação em obras públicas no país. Desde 2010, Claudia também é diretora da Cámara Social de FSC Chile (Florest Stewardships Council, principal selo de certificação florestal – ponto focal no Chile para a Rede Latino-Americana de Cidades para a Sustentabilidade (acompanhamento cidadão da administração pública).

Christopher Pinney – The Aspen Institute

Christopher Pinney é reconhecido internacionalmente como uma autoridade em reponsabilidade social corporativa e liderança empresarial na sociedade. É também um dos principais especialistas em parcerias de mudanças socais entre empresas, governo e sociedade civil, e o futuro da liderança empresarial. Como integrante da Aspen, ele atualmente lidera o Corporate Foundantions 2012, uma iniciativa de pesquisa que olha para o futuro da filantropia empresarial e é apoiada pelo Conselho das Fundações e empresas líderes mundiais.

Christopher é  ex-diretor de Pesquisa e Política e diretor de Educação Executiva do Centro de Cidadania Corporativa da Universidade de Boston, onde trabalhou com mais de 350 empresas líderes mundiais sobre a integração da responsabilidade socialcorporativa em estratégia de negócios e operações. É arquiteto-chefe do Center´s Corporate Citizenship Framework e gestor-executivo curriculicar do programa educacional do Center´s Corporate. Como professor adjunto da Universidade de Boston – Carroll School of Management, ele especializou-se na Escola de Carroll MBA em cidadania corporativa como um driver integrado para estratégia de negócios. Antes de entrar para o Centro em 2005, Christopher foi diretor do programa Imagine no Canadá, uma iniciativa nacional que reuniu empresas líderes do Canadá, em uma campanha para definir a liderança de negócio baseado em um conjunto de princípios e compromissos. Christopher também foi vice-presidente de Cidadania Corporativa, no Centro Canadense de Filantropia.

Daniel Izzo – Vox Capital

Sócio e co-fundador da Vox Capital, primeiro fundo de investimentos de impacto do Brasil, focado em negócios com grande potencial de crescimento que servem a população de baixa renda brasileira com produtos e serviços que ajudam a melhorar suas vidas. Antes de fundar a Vox Capital, Daniel trabalhou por 12 anos nas áreas de marketing e novos negócios na Johnson & Johnson Brasil e no Submarino (www.submarino.com.br), durante sua fase de start-up. Daniel trabalha com a população da base da pirâmide brasileira desde 2007 quando, enquanto liderava a área de negócios para a baixa renda da Johnson & Johnson Brasil, desenvolveu um projeto em comunidades do Rio de Janeiro, vendendo produtos, gerando renda e levando promoção da saúde para a população local. Daniel possui um MBA com high distinction pela HEC Montreal e é graduado em administração de empresas pela EAESP/FGV. É membro do conselho do Plano CDE e do Balcão de Empregos, líder do Pólo ANDE Brasil e World Young Leader pela BMW Foundation

Daniel Weinmann – Catarse

Tanguero, músico e empreendedor social. Um dos idealizadores do Catarse. Sócio na Engage e no Grupo Comum. Entusiasta do ócio criativo e do trabalho em rede, hoje se dedica à difusão do crowdfunding no Brasil e à criação de software para inovação social.

Eduardo de Carvalho Lago Filho – Nossa São Luiz

Formado em Administração de Empresas com pós-graduação em Gestão Estratégica e Finanças Corporativas pelo IAG/PUC-RJ. Cursando MBA em Gestão e Políticas Públicas pela FGV/ISAN. Conselheiro do Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão – ICE-MA. Instituto que tem como missão difundir o conceito de desenvolvimento Sustentável de modo a incentivar as empresas a adotarem a Cidadania Corporativa e a Responsabilidade Social como parte de sua estratégia de negócios. Conselheiro do Fórum de Desenvolvimento Econômico Local de São Luis, da Prefeitura Municipal de São Luis, com o objetivo de realizar o planejamento de estratégias para o desenvolvimento econômico e social da Cidade de São Luis. Membro da rede de lideranças sociais da Fundação Avina.

Felipe Sotto-Maior – Endowments do Brasil

Advogado formado pela Faculdade de Direito da USP, com atuação no mercado financeiro e de capitais em São Paulo e especialista em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração – FIA. Fundou a Endowments do Brasil (EDB), empresa dedicada à estruturação de fundos patrimoniais, tendo estruturado o Endowment da Escola Politécnica da USP e o Fundo do Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito da USP. Antes de constituir a EDB, atuou nas equipes de Direito Societário e de Terceiro Setor do escritório Pinhão & Koiffman Advogados e na equipe de Fusões e Aquisições e Societário do escritório Levy & Salomão Advogados. Admitido durante a graduação na Academia de Direito Internacional de Haia, onde cursou o Private International Law Summer Course.

Fernando Henrique Cardoso – Instituto Fernando Henrique Cardoso

Ex-presidente da República (1995-2002), sociólogo, é atualmente presidente do Instituto Fernando Henrique Cardoso (iFHC, São Paulo) e presidente de honra do Diretório Nacional do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Membro de diretorias e conselhos de várias instituições, é Presidente da Comissão Independente sobre AIDS e o Direito, co-presidente da Comissão Latino-Americana sobre Drogas e Democracia desde 2008, liderou em 2010 a criação da Comissão Global sobre Políticas de Drogas e é membro do Conselho de Líderes Globais para a Saúde Reprodutiva desde 2010. Nascido no Rio de Janeiro em 1931, foi casado com Ruth Cardoso e tem três filhos. Autor de inúmeros livros, Fernando Henrique recebeu o título de Doutor Honoris Causa de mais de 20 universidades e é membro honorário da American Academy of Arts and Sciences. Em 2005, foi eleito um dos cem maiores intelectuais públicos do mundo, em levantamento das revistas Prospect e Foreign Policy.

Fernando Nogueira – FGV e ESPM

É professor da EAESP-FGV e da ESPM. É Administrador de Empresas, com mestrado em Administração Pública e Governo e doutorado em andamento, também pela EAESP-FGV. É consultor em responsabilidade social e organizações sem fins lucrativos, setor em que já trabalhou em diversas organizações de destaque como GIFE – Grupo de Institutos, Fundações e Empresas, Amcham – Câmara Americana de Comércio, CDI – Comitê para Democratização da Informática e Fundação Kellogg.

Fernando Rossetti – GIFE

Secretário-geral do GIFE (Grupo de Institutos, Fundações e Empresas) e chairman da Wings (Worldwide Initiatives for Grantmakers Support). Formado em Ciências Sociais pela Unicamp, atuou na Folha de S.Paulo de 1990 a 1999, como repórter de Educação e correspondente na África do Sul (1994-95). Tem especialização em Direitos Humanos pela Universidade Columbia (EUA, 1997). Fundou, com Gilberto Dimenstein, a ONG Cidade Escola Aprendiz, que dirigiu de 1999 a 2002. Atuou como consultor para diversas organizações nacionais e internacionais do terceiro setor, como o Unicef, para quem escreveu o livro Mídia e Escola – Perspectivas para políticas públicas. É comentarista do Canal Futura desde 1997, Synergos Senior Fellow e líder-parceiro Avina.

Gustavo Pimentel – Dinamus Consultoria

Gustavo Pimentel é sócio e líder da prática de sustentabilidade corporativa da Dinamus Consultoria, além de coordenador do grupo de análise de investimentos da Rede Brasileira dos Princípios para o Investimento Responsável (UN-PRI). Como consultor, vem assessorando instituições financeiras e empresas a incorporar critérios socioambientais na estratégia, gestão, análise de riscos e avaliação de investimentos. Foi gerente do Programa Eco-Finanças de Amigos da Terra – Amazônia Brasileira e representante do BankTrack no Brasil. Sua carreira também inclui passagens pelo banco ABN AMRO, a agência de classificação de riscos SR Rating e a consultoria de gestão Accenture. Gustavo é economista pela UFRJ com International MBA pela IE Business School (Madri).

Ignacy Sachs – Professor da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais (EHESS) de Paris

Ignacy Sachs, eco-socio-economista francês de origem polonesa nascido em 1927. Estudos superiores de economia no Brasil (a hoje Cândido Mendes), na Índia (doutorado na Delhi School of Economics) e na Polônia. Doutor Honoris Causa da Universidade Federal de Alagoas. Desde 1968, Professor da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais (EHESS) de Paris onde criou em 1973 o Centro Internacional de Pesquisa sobre Meio Ambiente e o Desenvolvimento (CIRED) e em 1985, o Centro de Pesquisas sobre o Brasil Contemporâneo (CRBC). Pesquisador associado do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. Autor de extensa obra, com mais de dez livros publicados no Brasil, entre os quais: Rumo à ecossocioeconomia: teoria e prática do desennvolvimento (São Paulo, Cortez, 2007); Desenvolvimento includente, sustentável, sustentado (Prefácio de Celso Furtado, Rio de Janeiro, Garamond/SEBRAE, 2004); Desenvolvimento humano, trabalho decente e o futuro dos empreendedores de pequeno porte no Brasil (Brasília, Edição SEBRAE, 2002); Organizador com Jorge Wilheim e Paulo Sérgio Pinheiro, do livro Brasil, um século de transformações (São Paulo, Companhia das Letras, 2001). Para a bibliografia completa, consultar por favor o site seguinte: http://www.ehess.fr/crbc/ISachs.pdf. A sua autobiografia, A terceira margem, foi lançada pela Companhia das Letras em 2009.

Marcelo Estraviz

É empreendedor social, palestrante e escritor. É presidente da Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR) e da associação de ex-alunos do Colégio Miguel de Cervantes; conselheiro do Greenpeace; embaixador da iniciativa The Hub. Coautor do livro Captação de diferentes recursos para organizações da sociedade civil, professor do MBA de Gestão e Empreendedorismo Social da FIA/USP e do curso Ferramentas de Gestão do GIFE. Recentemente lançou mais um livro sobre mobilização de recursos: Um dia de captador.

Márcia Pregnolatto – Avina

Marcia Pregnolatto é brasileira, formada em Serviço Social pela PUC/São Paulo, possui MBA em Gestão de Pessoas pela FGV/RJ e é formada em coach ontológico pela Newfield Consulting. Atualmente é Diretora de Desenvolvimento Humano da Fundación AVINA para a América Latina e membro do Conselho de Estratégia Institucional. Durante 6 anos foi responsável pela organização de cooperação internacional Save the Children UK, implementando programas vinculados aos direitos da criança e adolescente e foi ponto focal na América do Sul para o tema da responsabilidade social. Atuou por 10 anos no Instituto C&A, apoiando a implementação e consolidação no país do seu programa institucional de promoção da educação e fomento ao voluntariado empresarial. Fundadora de duas organizações localizadas no Nordeste do país: Ação Empresarial pela Cidadania que fomenta o envolvimento de empresas e empresários no campo da responsabilidade social e do investimento social privado e Aliança Interage que busca fortalecer instituições sociais nas temáticas da sustentabilidade e da mobilização de recursos, bem como promover articulações intersetoriais.

Marcos Fuchs – Avina

Pedagogo especializado em Pedagogia Social cursada na Alemanha. Entre outras experiências, foi Diretor de Planejamento da ANDI – Agência de Notícias pelos Direitos da Infância (hoje ANDI – Comunicação e Direitos) e Diretor Executivo do Instituto Telemig Celular. Está na AVINA desde 2007 e hoje estou membro de sua equipe de Relações Globais e Responsável pela sua Estratégia de Cidades Sustentáveis na América Latina.

Maria Virgínia de Freitas – Ação Educativa

Socióloga e Mestre em Educação pela Universidade São Paulo. Coordenadora da Área de Juventude da Ação Educativa – Assessoria, Pesquisa e Informação, em São Paulo. Vice-Presidente do Conselho Nacional de Juventude – Conjuve (2008/2009). Autora de diversas publicações sobre Juventude e Políticas Públicas de Juventude.

Marina Grossi – CEBDS

Preside o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS). Como coordenadora do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas foi negociadora do Brasil na COP do Clima. Atuou nas negociações do Protocolo de Quioto, representou o G7 mais China na área de Mecanismo Financeiro, foi assessora do Ministério da Ciência e Tecnologia e fundou a Fábrica Éthica Brasil onde lançou a iniciativa “Carbon Disclosure Project”.

Nina Valentini – Instituto Arredondar

Graduada em Administração Pública pela FGV-EAESP. Academicamente, foi Representante Discente da Graduação e monitora da disciplina Programas de Geração de Renda Municipais em 2006. Durante a faculdade, foi membro da Consultoria Júnior Pública FGV, e co-fundadora do Conexão Social, organização estudantil que almeja ativar o potencial do aluno da FGV como agente de transformação social. Foi coordenadora regional da Aliança Empreendedora em São Paulo, organização social que apoia integralmente empreendedores de baixa renda. Atuou como consultora para a área pública e no desenvolvimento de novos negócios. É sócia da Dois e Meio, produtora audiovisual que está produzindo um documentário internacional sobre negócios sociais. Atualmente, é diretora executiva do Instituto Arredondar.

Paula Johnson – The Philanthropic Initiative

Paula Doherty Johnson é diretora do The Center for Global Philanthropy at The Philanthropic Initiative (TPI) e lidera iniciativas para entender, fortalecer e dar suporte à filantropia global e seu impacto ao redor do globo. Ela, atualmente, conduz pesquisas sobre o fortalecimento de doações em outros países, trabalhando com foco em doadores individuais e fundações. Paula também realizou um levantamento, com a Global Equity Initiative (GEI), da Universidade de Harvard, sobre a ampliação do papel do investidor social na melhoria da equidade global. Trabalha para fortalecer fundações independentes, especialmente na Ásia, América Latina e África.

Paula Schommer – UDESC

Paula Chies Schommer é professora e pesquisadora na área de gestão social e gestão pública, atuando junto a Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA). Entre seus temas de pesquisa, estão: coprodução do bem público, accountability e controle social, investimento social privado e formação em gestão social.

Paulo Itacarambi –Instituto Ethos

Paulo Itacarambi é engenheiro civil, empresário, mestre em administração pública e especialista em planejamento estratégico e coaching organizacional. Atual vice-presidente executivo do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social e do UNIETHOS. Membro do CBCS – Conselho Brasileiro de Construção Sustentável. Atuou como: professor na Universidade Federal de São Carlos, consultor em planejamento e administração, diretor da empresa da consultoria Oficina Consultores Ltda., presidente do Conselho de Administração e diretor-presidente da empresa pública Anhembi Turismo e Eventos da cidade São Paulo. Foi fundador e conselheiro da ONG Instituto Pólis.

Raí de Oliveira – Atletas pela Cidadania

Raí Souza Vieira de Oliveira nasceu no dia 15 de maio de 1965 em Ribeirão Preto, onde iniciou sua carreira de atleta profissional jogando nas categorias de base do Botafogo Futebol Clube. Em 1987, Raí foi transferido para o São Paulo Futebol Clube, iniciando um período de conquistas e títulos. Em 1993, Raí assinou contrato com o Paris Saint-Germain, onde atuou por cinco anos. No PSG, Raí ajudou a escrever o período mais vitorioso da equipe francesa. Pela Seleção Brasileira, Raí foi capitão por três anos, conquistando a Copa do Mundo nos Estados Unidos em 1994. A partir de 1998, Raí passou a atuar no terceiro setor. Criou com o amigo e, também atleta, Leonardo a Fundação Gol de Letra, organização que atende 1.500 crianças, adolescentes e jovens em São Paulo e Rio de Janeiro, por meio de programas e projetos que visam a sustentação de uma nova pedagogia provedora de conhecimento, cultura e cidadania. Atualmente, Raí é Diretor-Presidente da Fundação Gol de Letra, Presidente da Atletas pela Cidadania e Sócio-Diretor da Raí+Velasco, empresa responsável pela gestão de seus contratos, imagem e negócios.”

Ricardo Piquet – Fundação Vale

Graduado em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da Universidade Estadual de Pernambuco; Pós-graduado em Planejamento de Transporte Urbano pela JICA – Japan International Cooperation Agency, em Tokyo;MBA em Administração e Marketing pela COPPEAD – UFRJ;MIM – Master Internacional Management – Mestrado Internacional em Gestão Empresarial – FGV– RJ. Foi técnico e executivo do Metrô do Recife/CBTU, onde foi Diretor de Operações de Estações. Diretor de Projetos Especiais da Empresa de Urbanização do Recife e Presidente da Agência de Desenvolvimento da Cidade. Na Fundação Roberto Marinho foi Gerente de Projetos, Superintendente de Patrimônio e Meio Ambiente. Atualmente exerce o cargo de Diretor de Responsabilidade Social Corporativa da Vale e Diretor Presidente da Fundação Vale.

Rodrigo Bandeira de Luna

Mestre em Administração Pública e Governo e graduado em Administração de Empresas pela FGV-SP e especializado em Administração para o Terceiro Setor pela New York University. Atualmente é diretor da Enzima, empresa de consultoria especializada em inteligência de informação, escreve artigos e oferece cursos e palestras sobre Webcidadania e o Futuro Digital da Democracia. Seu principal projeto é o portal de participação cidadã Cidade Democrática: Um lugar para discutir temas públicos de forma colaborativa, estimulando soluções inovadoras a partir da inteligência coletiva.

Sérgio Haddad – Fundo Brasil de Direitos Humanos

Educador e economista, com mestrado e doutorado em Sociologia da Educação. É Presidente do Fundo Brasil de Diretos Humanos, fundador e assessor da ONG Ação Educativa. Foi presidente da ABONG – Associação Brasileira das ONGs e Relator Nacional para o Direito à Educação. É membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social – CDES da Presidência da República. Participa ou participou de conselhos diretores de diversas organizações da sociedade civil nacional e internacional como: ICAE, Rede Social, Greenpeace, Akatu. É pesquisador nível A do CNPq.

Simone André – Instituto Ayrton Senna

Psicóloga e educadora, atuou como consultora para organizações do Terceiro Setor e organismos internacionais. Atualmente, coordena a área de Educação Complementar e Juventude do Instituto Ayrton Senna, responsável pelo desenvolvimento de conhecimento e programas educacionais voltados à adolescentes e jovens. Foi membro do Conselho Nacional de Juventude entre 2005 e 2009. É membro da Cátedra Unesco em Educação e Desenvolvimento Humano, e autora de diversos artigos e publicações sobre educação e juventude.

Vera Masagão Ribeiro – ABONG

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), com Bacharelado e Licenciatura em Letras – Português e Espanhol pela Universidade de São Paulo (USP). É pesquisadora e coordenadora geral da Ação Educativa – Assessoria Pesquisa e Informação, entidade que atua na defesa de direitos educativos, culturais e de juventude e que desenvolve projetos que incentivam a participação popular na gestão de políticas públicas. Integra a diretoria executiva da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (ABONG).

Vivianne Naigeborin

Tem 12 anos de atuação global no campo do empreendedorismo e dos negócios sociais. Desde 2011 é assessora estratégica da Potencia Ventures, fundação internacional que apoia o desenvolvimento de ecossistemas de negócios em mercados emergentes, cujos produtos e serviços contribuam para reduzir a pobreza no mundo. Antes disso, atuou como consultora estratégica para empresas, fundos, indivíduos e organizações da sociedade civil. De 2000 a 2007, trabalhou na Ashoka Empreendedores Sociais como diretora internacional de Parcerias Estratégicas e de Integração para a América Latina. Coordenou a elaboração de duas publicações sobre o tema de negócios sociais: Empreendimentos Sociais Sustentáveis – Como elaborar planos de negócios para organizações sociais e Negócios Sociais Sustentáveis. Apoiou a criação do primeiro MBA de Gestão em Negócios Socioambientais no Brasil, parceria da Artemisia, CEATS/USP e IPÊ. É advisor para Impacto Social do Comitê de Investimento do fundo Vox Capital e conselheira de diversas organizações da sociedade civil e de empresas sociais, além de membro do Comitê Executivo do Polo Brasileiro da ANDE (Aspen Network of Development Entrepreneurs).

Sobre o GIFE

O GIFE é uma rede sem fins lucrativos que reúne organizações de origem empresarial, familiar, independente e comunitária, que investem em projetos com finalidade pública. Sua missão é aperfeiçoar e difundir conceitos e práticas do uso de recursos privados para o desenvolvimento do bem comum, contribuindo assim para a promoção do desenvolvimento sustentável do Brasil, por meio do fortalecimento político-institucional e do apoio à atuação estratégica dos investidores sociais privados.

Nascido como grupo informal em 1989, foi instituído como Grupo de Institutos Fundações e Empresas em 1995 por 25 organizações. Nos anos seguintes, tornou-se uma referência no Brasil sobre investimento social e vem contribuindo para o desenvolvimento de organizações similares em outros países. Hoje, a Rede GIFE reúne 134 associados que, somados, investem cerca de R$ 2 bilhões por ano* na área social.

*Dados do Censo GIFE 2010.

Sobre o Congresso GIFE

O Congresso GIFE é o principal encontro sobre investimento social do Brasil, realizado desde 2000 a cada dois anos. O evento reúne as principais lideranças de investidores sociais do país, além de dirigentes de organizações da sociedade civil, acadêmicos, consultores e representantes de governos, proporcionando um espaço para aprendizado, relacionamento e troca de experiências entre os diversos atores envolvidos em ações sociais, culturais e ambientais.

As edições passadas aconteceram no Rio de Janeiro (2010), Salvador (2008), Curitiba (2006), São Paulo (2004), Fortaleza (2002) e Vitória (2000), enfatizando a perspectiva nacional do evento.

A escolha dos temas dos congressos sempre foi baseada na missão do GIFE, “de aperfeiçoar e difundir conceitos e práticas do uso de recursos privados para o desenvolvimento do bem comum, contribuindo assim para a promoção do desenvolvimento sustentável do Brasil”, mas também no contexto tanto do país quanto do cenário do ISP, pois como um importante palco de discussões e reflexões, o congresso antecipa tendências e rumos dos investimentos.

A rede GIFE facilita a presença constante de palestrantes e participantes internacionais, o que amplia ainda mais o intercâmbio de informações e referências entre práticas de ISP entre país.

A sétima edição do Congresso GIFE, em 2012, tem patrocínio master da Fundação Bradesco, Fundação Roberto Marinho, Fundação Vale e da Petrobrás.

Mais informações:

www.congressogife.org.br

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?