RESÍDUOS: Programa de Reciclagem de Amálgama amplia participação de dentistas em todo o país

RESÍDUOS: Programa de Reciclagem de Amálgama amplia participação de dentistas em todo o país

Agora com abrangência em todo o país, o Programa de Reciclagem de Amálgama da OdontoPrev já conta a participação de 1.954 cirurgiões-dentistas credenciados à operadora. Esses profissionais estão contribuindo para melhorar as condições do meio ambiente pois a recuperação do mercúrio das sobras do amálgama utilizado nos consultórios evita que o metal tóxico seja descartado na natureza. A OdontoPrev, maior operadora de planos odontológicos da América Latina, desenvolve o programa desde 2005, em parceria com a Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB-USP). A operadora é patrocinadora da pesquisa, reequipando o Laboratório de Bioquímica, fornecendo todos os materiais necessários e remunerando os pesquisadores.
Até agora, 16 quilos de amálgama já foram processados por meio do programa, recuperando 8,4 quilos de mercúrio. Cada restauração dentária utiliza em média 2 gramas de amálgama. “O resultado esperado é a proposição de tecnologias limpas, com a finalidade de conservação do meio ambiente“, afirma Vera Zanuto, gerente de Sustentabilidade da OdontoPrev.
A cada ano, a operadora amplia e aprimora o trabalho do Programa de Reciclagem de Amálgama. Um desafio à sua implementação nos consultórios dentários era o envio do material coletado pelos dentistas para a FOB/USP. No entanto, essa questão já foi resolvida com a criação de um tubo confeccionado em plástico contendo tampa com rosca e lacre e incluindo um suporte em acrílico para mantê-lo na posição vertical, o que possibilita o descarte e envio seguro do amálgama para reciclagem. A embalagem foi aprovada pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e está em conformidade com a Resolução nº 358, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), referente ao tratamento e disposição final dos resíduos dos serviços de saúde.
Durante o processamento do amálgama, os especialistas recuperam dois componentes principais: a prata e o mercúrio, que voltam para a cadeia produtiva. Eles são destinados a laboratórios e instituições de pesquisa conveniados. A pequena porção restante (mercúrio mais prata respondem por quase 90% da composição do amálgama) também sofre um processamento para o descarte adequado. Geralmente, é descartado em esgoto após algumas análises de segurança. O material recuperado também pode ser reaproveitado em pesquisas na própria instituição ou em outras, por meio de doação.
O mercúrio é um metal pesado, líquido em temperatura ambiente, que pode se acumular e contaminar o solo, plantas e afluentes, além de, consequentemente, ser ingerido pelos seres humanos por meio da água e plantas contaminados. Seus principais efeitos nos seres vivos, mamíferos principalmente, são danos ao sistema nervoso central. Os efeitos em humanos descritos são: perda da sensibilidade em extremidades; prejuízo da visão, fala e audição; e má formação dos fetos. Em casos mais severos de envenenamento (altas concentrações), pode levar à cegueira, coma e morte.
Sobre a OdontoPrev
A OdontoPrev é a maior operadora de planos odontológicos da América Latina. Cerca de 2,6 milhões de associados, de mais de 5 mil empresas, se beneficiam de diferenciadas soluções de saúde bucal. A rede credenciada OdontoPrev é altamente especializada e conta com cerca de 15 mil cirurgiões-dentistas, em todo o Brasil . A associação com a Bradesco Dental, a partir de 2010, agrega cerca de 1,4 milhão de usuários à companhia, além de novas oportunidades de crescimento. A OdontoPrev é listada no Novo Mercado da BM&FBovespa desde 2006, tem 48% de seu capital em circulação e acionistas em mais de 15 países.
Mais informações:
LVBA Comunicação
Benedito Teixeira ([email protected])
Tel.: (11) 3039-0665

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?