MERCADO DE CARBONO – Natura anuncia os projetos que vão neutralizar suas emissões de GEEs do ano passado

MERCADO DE CARBONO – Natura anuncia os projetos que vão neutralizar suas emissões de GEEs do ano passado

Criado a partir de um modelo que envolve toda sua cadeia de negócios, a Natura lançou em 2007 o programa Carbono Neutro. Com ele, a empresa assumiu o compromisso de ser carbono neutra e oferecer aos seus clientes produtos com suas emissões de GEEs (gases do efeito estufa) totalmente neutralizadas. Para alcançar esta meta, a Natura identificou a possibilidade de reduzir suas emissões em 33% até 2011, tendo como base o inventário das emissões de 2006.
Além disso, tudo o que não é possível reduzir de imediato é compensando pelo apoio a projetos externos. Essa compensação é tanto das emissões provenientes diretamente das atividades da empresa como das indiretas e são consideradas desde atividades para extração de matérias-primas até a disposição final dos produtos no meio ambiente. Dessa forma, a Natura oferece a seus clientes produtos carbono neutro.
Em 2008, a empresa investiu cerca de R$ 3,3 milhões em projetos relacionados às mudanças climáticas. Este valor representa 6% do total de investimentos no período e 58% do total aplicados em meio ambiente pela Natura, em projetos ou ações não relacionados aos negócios da empresa e que extrapolam as exigências legais.
“Como uma das frentes do programa visa compensar todas as emissões que não forem passíveis de redução, vamos neutralizar as emissões referentes a 2008 por meio do financiamento de projetos de desmatamento evitado e de reciclagem atrelados à questão do carbono. No total, vamos compensar 228 mil toneladas de CO2e (dióxido de carbono equivalente), contra uma emissão de 188.051 mil toneladas de CO2e”, explica Marcos Vaz, diretor de Sustentabilidade da Natura.
Cinco projetos de compensação foram escolhidos por edital público realizado de junho a setembro do ano passado. A Natura recebeu 61 propostas, abrangendo diversos temas como eficiência energética, reflorestamento e REDD (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação e Reciclagem). Os projetos selecionados, além de benefícios ambientais mensuráveis, também propiciam ganhos sociais para as comunidades envolvidas.
Edital 2009
Além de prestar contas do que já vem fazendo, a empresa está lançando, o edital para escolha dos projetos de compensação das emissões referentes à 2009/2010, que vai financiar ao longo do período.
Serão selecionados projetos voluntários de redução de emissões e/ou remoção de GEEs, que visem à geração de RVEs (Reduções Voluntárias de Emissões – unidade de redução de emissão e/ou de remoção de GEEs, no âmbito do Mercado Voluntário, e equivale a uma tonelada métrica de equivalente de dióxido de carbono, calculada com o uso dos potenciais de aquecimento global definidos pelo Protocolo de Kyoto).
Além disso, por meio do edital, a empresa pretende ampliar seu relacionamento com outras instituições, buscando projetos inovadores e que agreguem outros benefícios socioambientais. No site http://www.natura.net/carbononeutro, a Natura disponibiliza o case Carbono Neutro 2009 e informações para inscrição no Edital 2009.
Balanço do Programa Carbono Neutro
Dentro da meta estipulada no programa, a Natura já alcançou uma redução de 9% sendo 6% em 2007 e 3% em 2008. Isso significa que as emissões relativas por produto que eram de 3,93 Kg de CO2e por kg de produto faturado em 2006, caíram para 3,57 kg de CO2e por Kg de produto faturado em 2008.
Essa diminuição foi possível graças à expansão de iniciativas que a Natura historicamente adotou como a utilização de refil, a incorporação da metodologia de Avaliação de Ciclo de Vida (ACV) para embalagens, a vegetalização das fórmulas (substituição do óleo mineral por vegetal), o lançamento da tabela ambiental, a utilização de PET reciclado e álcool orgânico, entre outras.
O próximo desafio será desenvolver um sistema para identificação da pegada de carbono, ou volume de emissões de cada um dos produtos da Natura. A empresa tem vários projetos em planejamento para ampliar a redução das emissões, entre eles, o aumento de vegetalização das fórmulas, utilização de biopolímeros nas embalagens, incentivo aos fornecedores diretos a usar energias limpas e ações de eficiência energética.
“Com a divulgação do edital, queremos mais do que prestar contas à sociedade, queremos trocar experiências, falar de aprendizados e desafios com todos aqueles que acreditam no desenvolvimento sustentável”, completa Marcos Vaz.
Sobre a Natura
A Natura é a maior fabricante brasileira de cosméticos e produtos de higiene e beleza e líder no setor de venda direta. Criada em 1969 a partir de um laboratório e uma pequena loja em São Paulo, hoje a empresa possui cerca de 5,7 mil colaboradores e registrou no ano de 2008, receita bruta de R$ 4,9 bilhões, um crescimento de 14,2% em relação ao ano anterior. O lucro líquido foi de R$ 542,2 milhões. A Natura está presente no Brasil, Argentina, Peru, Chile, México, Colômbia e França – onde mantém uma loja e um centro-satélite de pesquisa e tecnologia. Na Bolívia atua por meio de um distribuidor. Sua força de vendas é formada por 938,8 mil consultores, sendo 798,7 mil no Brasil e 140,1 mil no exterior.

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?