Guarujá é finalista de Prêmio da Fundação Banco do Brasil

Guarujá é finalista de Prêmio da Fundação Banco do Brasil

Dentre 1011 projetos oriundos de todo o Brasil, Guarujá figura entre os finalistas com seu Programa de Turismo de Base Comunitária e, já compõe o banco de tecnologias sociais da entidade. Com isso, a cidade é referência em demandas sociais, com solução de problemas, formas de envolvimento de comunidades de baixa renda e resultados positivos relacionados ao desenvolvimento social, educativo e econômico.

Com o reconhecimento público do programa, as comunidades atendidas (Góes, Santa Cruz dos Navegantes, Sítio Cachoeira, Ponta da Armação, Prainha Branca e Jardim Progresso), demonstram que são capazes de resolver problemas com sua motivação, cabendo ao Poder Público fornecer ferramentas técnicas e gerenciais.

Os técnicos da Fundação do Banco do Brasil que visitaram as comunidades elogiaram o trabalho realizado e, principalmente o pioneirismo da cidade em capacitar um adolescente com deficiência visual para guiar outras crianças com a mesma deficiência em uma trilha ecológica em meio à Mata Atlântica.

O certificado será entregue à Prefeitura de Guarujá, no dia 20 de outubro pela Fundação do BB, em conjunto com a Petrobras, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES).

Em dezembro, a Fundação anunciará os 30 melhores projetos entre os já certificados que receberão valor em dinheiro para ser revertido ao aprimoramento das tecnologias.

Turismo de Base Comunitária

O programa Turismo de Base Comunitária de Guarujá engloba cinco projetos desenvolvidos nas comunidades periféricas da cidade: formação de monitor local, capacitação de monitores para o roteiro das aves, formação de monitor local especial em trilha sensorial, turismo comunitário na Fortaleza da Barra Grande e formação de monitores mirins. A proposta começou a ganhar força em 2009, no início da gestão da prefeita Maria Antonieta de Brito, que conseguiu a aprovação e sanção da Lei Municipal, que regulamentou a atuação dos Monitores Locais de Ecoturismo, em 2011, e com o turismo de inclusão aplicado na Fortaleza da Barra Grande.

Mais informações:

(11) 3266-6088 | ramal 225 | (11) 97684-3582 | [email protected] | www.libris.com.br

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?