EDUCAÇÃO Projeto da H.Melillo e AES Eletropaulo eficiência energética para sala de aula

EDUCAÇÃO Projeto da H.Melillo e AES Eletropaulo eficiência energética para sala de aula

Com realização da H.Melillo – Grupo de Articulação Social, a AES Eletropaulo acaba de iniciar o projeto AES Eletropaulo nas Escolas, que abrangerá 600 escolas dos municípios da Região Metropolitana de São Paulo e 75 mil alunos do ensino público, entre crianças e adolescentes, além de quatro mil professores. A H.Melillo destinou 11 pedagogas, uma produtora de eventos e uma educadora ambiental para o projeto, que tem coordenação de Angélica Domingues e duração até o fim de 2011.
O projeto AES Eletropaulo nas Escolas visa a orientar professores e alunos sobre Eficiência Energética, com informações sobre o uso seguro e inteligente da energia elétrica. As informações serão apresentadas em duas etapas. A primeira será pautada por uma série de workshops aos professores, os principais multiplicadores do projeto.
Para levar informação aos alunos, foram produzidos livros consumíveis que trazem conteúdo detalhado sobre a história da criação da energia pelo homem, as várias formas de energia que podem ser produzidas assim como exemplos de utilização, sendo a energia elétrica um dos conteúdos abordados.
A metodologia e os materiais utilizados no projeto foram elaborados com base em pesquisas e cases de sucesso da própria H.Melillo. A ludicidade é o ponto forte do conteúdo. Crianças e jovens, por exemplo, irão participar de um game coletivo sobre energia elétrica no interior de um caminhão Lan House, que percorrerá as escolas. Outra ferramenta atrativa usada na orientação dos participantes será um site criado especialmente para o projeto, que terá conteúdo específico e também apoiará a gestão da ação.
Outro aspecto abordado, além do uso consciente e seguro da energia elétrica, será a mudança de atitude como forma decisiva para que as transformações sejam conquistadas de maneira consistente em prol do Meio Ambiente.
Quanto à abordagem do projeto sobre segurança, o objetivo é influenciar a queda dos índices de acidentes na rede elétrica. De acordo com o último estudo da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), em 2008 foram registradas 157 mortes ocasionadas pelo uso incorreto da energia elétrica. Do total de mortes, 95, segundo o estudo, aconteceram em situações de construção ou manutenção predial; 45 por conta de ligações elétricas clandestinas; 10 durante instalação ou reparo de antenas de TV e sete envolvendo crianças durante brincadeiras com pipas/papagaios.
“Vamos levar a consciência de meio ambiente e de segurança a um público que realmente pode impactar positivamente no futuro e teremos os professores da rede pública como nossos principais aliados no processo multiplicador da informação e da mudança de atitude”, diz a coordenadora do projeto.

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?