Diretor de Ideia Sustentável dá aula no mestrado da ESCAS

Diretor de Ideia Sustentável dá aula no mestrado da ESCAS

No último dia 23 de junho, o jornalista e consultor Ricardo Voltolini ministrou uma aula sobre os desafios da sustentabilidade nos negócios na Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade (ESCAS), na cidade de Nazaré Paulista (SP). “Foi uma aula focada na apresentação de cenários, de tendências e desafios para quem trabalha em, com ou para empresas. Uma das ideias tratadas no curso é que, mais do que um imperativo ético, a noção concreta, próxima e realista de que os limites do planeta poderão redesenhar os negócios e mercados, num horizonte não tão largo, de 20 ou 30 anos, tem levado as empresas mais sérias a repensarem seus modelos de produção e suas estratégias de negócio”, afirma.
No debate com a turma de alunos, Voltolini fez ainda uma análise da velocidade da evolução do tema nas empresas, dos efeitos da crise econômica nos processos de sustentabilização de negócios e do futuro próximo para empresas que ele classifica, segundo os compromissos socioambientais, em quatro categorias: líderes, esforçadas, indiferentes e cínicas. “Procurei compartilhar com os alunos a minha experiência com o tema em empresas, especialmente as conclusões de uma análise sistemática que tenho feito da incorporação da sustentabilidade na cultura dos negócios. Como é uma abordagem relativamente nova, gosto de quebrar eventuais preconceitos e mostrar o que, de fato, está acontecendo, sem a euforia acrítica dos que acreditam na sustentabilidade empresarial como um fato positivo consumado mas também sem o pessimismo característico dos céticos em relação a este movimento”, disse.
Ao longo da aula que durou pouco mais de três horas, Voltolini, apresentou uma síntese de projeções feitas por alguns dos mais importantes especialistas mundiais, extraídas de entrevistas publicadas na revista Ideia Socioambiental, da qual é publisher. “A sustentabilidade é, em essência, multidisplinar. Gente como Lester Brown, Edgar Morin, Roberto Damatta e Fritjof Capra, entrevistados pela revista, têm muito a contribuir intelectualmente  com o debate do tema” , pontuou. Sobre a experiência de dar aula na segunda turma do mestrado da ESCAS, ele a definiu como “especialmente desafiadora, pessoalmente gratificante”, na medida em que ensinou alunos com diferentes formações, de excelente nível,  numa escola  completamente fora da curva em termos de qualidade. “A criação da ESCAS representou, para o ensino da sustentabilidade, um degrau acima. Vejo ali um centro de formação dos futuros líderes da sustentabilidade no Brasil”, explicou.
Sobre a ESCAS
Nascida de uma parceria entre o IPÊ (Instituto de Pesquisas Ecológicas) e a Natura, a Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade é uma organização socioambiental sem fins lucrativos, que tem como  compromisso formar líderes capazes de criar e disseminar modelos inovadores de conservação da biodiversidade e de desenvolvimento sustentável.
Situada em Nazaré Paulista, interior de São Paulo, a nova escola oferece, em caráter inédito, um Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável (Ecologia), aprovado e reconhecido pela CAPES.
Com enfoque prático e profissional, o conteúdo transmitido na sala de aula é aplicado em campo e segue o pressuposto de capacitar profissionais para uma prática transformadora, por meio da incorporação do método científico e da gestão e aplicação de conhecimentos adquiridos. Desta forma contribui para uma melhor tomada de decisão no cotidiano.
Entre as disciplinas abordadas estão: Métodos Científicos, Conceitos em Ecologia e Biologia da Conservação, Resolvendo Desafios, além de uma vasta lista de seminários que abordam temas como sustentabilidade, políticas públicas, legislação, educação ambiental, uso da biodiversidade, mudanças climáticas e outros.
A duração do curso é de 18 a 24 meses. E o aluno mora no campus, para que sua dedicação ao mestrado seja integral.
O curso da ESCAS se destina a profissionais de empresas, governo ou do terceiro setor que tenham de lidar com biodiversidade e sustentabilidade em suas atividades; e a pessoas que tenham como objetivo se tornar profissionais na área de conservação e sustentabilidade.
O seu propósito é formar um profissional ainda raro no mercado, um líder capaz de criar e disseminar modelos inovadores de conservação da biodiversidade e de desenvolvimento sustentável.
Ele também é ideal para aqueles que queiram usar as ferramentas acadêmicas para uma melhor tomada de decisão na prática e nos demais desafios de sua carreira, mas não necessariamente se tornarem acadêmicos;
A base conceitual do curso é intensa, possibilitando ao aluno a compreensão aprofundada dos desafios profissionais, mas fornecendo instrumental para a resolução prática das questões. A intenção é atender às necessidades desses profissionais no mercado de trabalho.
O corpo docente compõe-se por doutores, em sua maioria pesquisadores do IPÊ e alguns convidados, todos com atuação em pesquisas aplicadas no campo da Biologia da Conservação ou na área socioambiental e de sustentabilidade. São profissionais conceituados, muitos deles agraciados com importantes prêmios nacionais e internacionais. Fazem parte do grupo, entre outros, Claudio Valladares Pádua (biólogo com PhD pela Universidade da Florida), Laury Cullen Jr. (engenheiro florestal com PhD pela Universidade de Kent no Reino Unido) e Eduardo Humberto Ditt (agrônomo com PhD pelo Imperial College de Londres)
Os alunos ainda têm a oportunidade de conhecer o que está sendo desenvolvido na área de estudo em outros países, fazendo intercâmbio com universidades estrangeiras parceiras da ESCAS, como, por exemplo, as Universidades da Flórida e Columbia.
A preocupação com a questão ambiental na ESCAS inclui o próprio planejamento do projeto do futuro campus, concebido com a intenção de promover uma arquitetura sustentável e integrada ao meio ambiente. A construção do campus ficará pronta em 2010. Enquanto isso o Mestrado vem sendo oferecido em um local agradável, adaptado para acomodar a Escola.
Assista o vídeo para saber mais sobre a ESCAS:

Inscreva-se em nossa newsletter e
receba tudo em primeira mão

Conteúdos relacionados

Entre em contato
1
Posso ajudar?