Patrocinadores

Os princípios da empresa patrocinadora da Plataforma Liderança Sustentável

As empresas que apoiam a Plataforma Liderança Sustentável comprometem-se com seis princípios para demonstrar o alinhamento de suas estratégias com os valores do movimento, tais como superar as ações pontuais de sustentabilidade, inserir o tema no core business, criar canais de diálogo com os colaboradores e sempre educar os seus líderes.

  • Santander

    O Santander acredita que a sustentabilidade representa um grande vetor para a inovação em produtos e serviços. Mas vão além, pautando todas as nossas ações pela busca simultânea de resultados econômicos, sociais e ambientais.

  • Itaipu

    A usina de Itaipu é, atualmente, a maior hidrelétrica do mundo em geração de energia. Está sujeita a regras binacionais de fiscalização, auditoria e mecanismos de transparência e acesso a informação especiais, decorrentes do Tratado Internacional que a criou. Sua missão é gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico, tecnológico e sustentável no Brasil e no Paraguai.

  • Votorantim

    Empresa 100% brasileira, o Grupo Votorantim concentra operações em setores de base da economia, como cimento, mineração e metalurgia, siderurgia, e autogeração de energia. Um dos principais pilares de seu crescimento é o compromisso com a sustentabilidade, traduzido na busca de criação de valor nas dimensões econômica, social e ambiental.

  • AES Brasil

    As empresas do Grupo AES Brasil exercem suas atividades com foco na prevenção, correção, mitigação e controle de impactos ambientais. O atendimento à Política de Meio Ambiente, Saúde e Segurança do Trabalho do Grupo AES Brasil promove uma atuação em consonância com a legislação ambiental vigente e em respeito aos recursos naturais.

  • Braskem

    Com atuação no setor químico e petroquímico, a Braskem tem sua produção focada em resinas termoplásticas – polietileno (PE), polipropileno (PP) e policloreto de vinila (PVC), além de insumos químicos básicos. O portfólio da Braskem inclui também uma linha diferenciada de produtos com origem na cana de açúcar, matéria-prima renovável.

  • Brasil Kirin

    Sustentabilidade na Brasil Kirin é sinônimo de inovação e faz parte do planejamento estratégico da companhia, tanto nos lançamentos de produtos quanto em melhorias nos processos internos. Os funcionários são incentivados a pautar suas escolhas considerando o respeito pelo meio ambiente, diversidade, ética e transparência.

  • Unimed

    A Unimed é o maior sistema cooperativista de trabalho médico do mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil, presente em 83% do território nacional. O Sistema nasceu com a fundação da Unimed Santos (SP) pelo Dr. Edmundo Castilho, em 1967, e hoje é composto por 354 cooperativas médicas, que prestam assistência para mais de 19 milhões de clientes em todo país.

  • Duratex

    A Duratex S.A. é uma empresa brasileira, privada e de capital aberto, com controle compartilhado entre os conglomerados Itaúsa. Maior produtora de painéis de madeira industrializada e pisos, louças e metais sanitários do Hemisfério Sul, é líder no mercado brasileiro com as marcas Durafloor, Duratex, Deca e Hydra. Também está entre as 10 maiores empresa globais dos setores em que atua.

  • BASF

    A BASF é uma empresa química alemã líder mundial no setor. Com a estratégia “Nós transformamos a química” (We create chemistry), a companhia estabeleceu metas ambiciosas para contribuir com um futuro sustentável, incorporando a ideia de sustentabilidade ao seu propósito corporativo: “Nós transformamos a química para um futuro sustentável” (We create chemistry for a sustainable future).

  • Coca-Cola

    O Sistema Coca-Cola Brasil é o maior produtor de bebidas não alcoólicas do país e atua em cinco segmentos – águas, chás, refrigerantes, néctares e bebidas esportivas – com uma linha de mais de 125 produtos, entre sabores regulares e versões de baixa caloria. Composto por dez grupos de fabricantes, o Sistema emprega diretamente 69mil funcionários, com cerca de 600 mil empregos indiretos.

  • Whirlpool

    A Whirlpool Corporation é a maior indústria de eletrodomésticos do mundo e possui algumas das marcas mais reconhecidas no mercado: Whirlpool, Maytag, KitchenAid, Jenn-Air, Amana, Bauknecht, Brastemp e Consul. Atua de forma sustentável, compromisso aplicado diariamente em seus processos fabris, em seus produtos e no relacionamento com consumidores, funcionários e comunidades.

  • Alcoa

    Alcoa, uma das líderes mundiais na produção de alumínio, se destaca pelo seu desempenho e capacidade estratégica em tratar questões ambientais e sociais. Essa busca constante pelo desenvolvimento sustentável levou a companhia a ser reconhecida como Empresa Sustentável do Ano pelo Guia Exame de Sustentabilidade 2010.

  • Itaú

    Maior banco privado do país, o Itaú Unibanco é a empresa sustentável de 2013, segundo o Guia EXAME de Sustentabilidade. Dentro da empresa, sustentabilidade insere-secada vez mais na governança, com o envolvimento de cada funcionário, independente de nível, na missão de tornar o conceito o centro da estratégia de negócio.

  • Ultragaz

    Sempre marcada pelo pioneirismo, a trajetória da Ultragaz faz parte da história do país. Fundada em 1937 pelo imigrante austríaco Ernesto Igel, a Companhia Ultragaz foi responsável por mudar os hábitos dos brasileiros ao lançar o gás engarrafado no país, e por ser a primeira empresa a comercializar o GLP a granel no mercado nacional.

  • Schneider Electric

    A Schneider Electric desenvolve tecnologias e soluções conectadas para gerenciar energia e processos de maneira segura, confiável, eficiente e sustentável. O grupo investe em P&D, a fim de sustentar a inovação e a diferenciação, com um forte compromisso com o desenvolvimento sustentável.


É um movimento que reúne as histórias de líderes empresariais com o objetivo de conectar, inspirar e educar jovens líderes para os valores da sustentabilidade. É ainda um conjunto de ferramentas – livros, portal, videopalestras, eventos educativos regionais e nacionais, cursos e conteúdos de apoio à educação de líderes – que se presta a apoiar empresas, associações classistas, escolas de negócio e universidades na gestão de conhecimento para a sustentabilidade.

Não. Embora relate histórias de presidentes de companhias, a Plataforma se destina a todo profissional que exerce algum tipo de liderança. O líder não está sentado apenas na cadeira de presidente. Pode estar nos diferentes escalões de uma empresa. Pode estar à frente de um departamento, de uma pequena empresa, de um empreendimento ou de algum processo.

Storytelling é a base metodológica da Plataforma Liderança Sustentável. São muitas as definições. A que utilizamos é a seguinte: usar a narrativa empresarial como meio para inspirar e educar pessoas. Bons líderes têm, entre as suas habilidades, a arte de contar histórias e envolver pessoas. Em vez de business cases, o que fazemos é estruturar narrativas que mostram como pensam, agem, tomam decisões e em que valores acreditam líderes sustentáveis. Essas narrativas, que combinam fatos empresariais e pessoais, estabelecem proximidade, proporcionam maior identificação, humanizam o discurso da sustentabilidade e, assim, ajudam a fazer a gestão do conhecimento para a mudança.

Não é um conceito, mas um nome que criamos para designar um tipo de líder que lidera com valores e pela sustentabilidade. Este perfil de liderança tem sido crescentemente mencionado em documentos internacionais, como os Princípios da Educação Empresarial Responsável e a Agenda 50+20, por organizações como o Pacto Global da ONU e o Pnuma e em eventos internacionais relevantes, como o Fórum de Davos e a Rio+20.

Não, não é necessário, desde que o material não seja usado para fins de lucro. Qualquer pessoa interessada em adotar os conteúdos da Plataforma poderá fazê-lo, bastando acessar o vídeo diretamente nos portais do Vimeo e do YouTube, onde estão arquivados. Recomendamos que, feita a utilização do material, o interessado envie depois por e-mail (plataforma@ideiasustentavel.com.br) um breve relato dos resultados e impactos em sala de aula, em palestras ou treinamentos.

Primeiro, ouvimos  entre 70 e 80 especialistas em sustentabilidade (acadêmicos, consultores, formadores de opinião) para elaborar uma lista inicial de indicações. As empresas mais indicadas são, posteriormente, estudadas pela equipe Ideia Sustentável (mediante análise de relatórios e entrevistas) para verificar se – e o quanto – estão adequadas ao tema do ano. Só, então, depois desse procedimento, são convidadas a participar. Em 2011, o tema foi o estado da arte da liderança sustentável. Em 2012, como as empresas estão educando os seus líderes para o tema. Em 2013, estratégia. Em 2014 e 2015, serão, respectivamente, inovação e comunicação.

Em 2011, com o lançamento do livro Conversas com Líderes Sustentáveis (Senac-SP). Observando que as histórias dos personagens do livro impactavam os ouvintes, e que um livro, por melhor que fosse, atingiria um público limitado, o autor, Ricardo Voltolini, convidou alguns dos presidentes a compor um movimento com o propósito inicial de realizar encontros empresariais pelo país. O livro foi consequência de pesquisa feita por Ideia Sustentável, em 2008, que apontou a liderança como a variável de sucesso mais importante para a inserção do conceito de sustentabilidade na gestão e na cultura dos negócios.

Com receita advinda do patrocínio de empresas apoiadoras que se identificam, institucional e ideologicamente, com a missão da Plataforma de inspirar e educar jovens líderes para a sustentabilidade. Os recursos destinam-se integralmente ao pagamento dos profissionais envolvidos na execução das atividades, pesquisa e produção de conhecimento, criação de videos inspiracionais/educacionais, organização de eventos (nacional e regionais) e  manutenção do portal.

Sim. Mas o apoio não é uma condição para integrar o conjunto de cases. O processo de seleção – já mencionado – obedece a critérios técnicos. E desse princípio Ideia Sustentável não abre mão sob pena de comprometer a qualidade das ideias e legitimidade das ações. Há empresas que integram o movimento e não o apoiam. Para apoiar, a empresa precisa se comprometer com os seis princípios da Plataforma. Ideia Sustentável se reserva o direito de não aceitar o apoio de empresas fabricantes de cigarros, de armas e envolvidas em negócios controversos, cujos impactos socioambientais sejam contestados pela maioria da sociedade.

Não, ela não é nem um prêmio nem um selo. É uma iniciativa de gestão de conhecimento que visa tão somente mostrar como as empresas e os seus líderes estão enfrentando os dilemas da inserção da sustentabilidade nos negócios. Não conferimos notas e avaliações a empresas, não transformamos líderes em gurus, não idolatramos pessoas e marcas, não atestamos idoneidade ética e moral nem oferecemos nenhum tipo de aval de que uma companhia é mais ou menos sustentável. Também não julgamos, por princípio, empresas e pessoas.

Não. Embora relate histórias de presidentes de companhias, a Plataforma se destina a todo profissional que exerce algum tipo de liderança. O líder não está sentado apenas na cadeira de presidente. Pode estar nos diferentes escalões de uma empresa. Pode estar à frente de um departamento, de uma pequena empresa, de um empreendimento ou de algum processo.

Parcerias